O Brasil é pentacampeão invicto da Copa do do Mundo FIFA. A Seleção Brasileira venceu o Taiti, vice-campeão mundial, por 6 a 0 (gols de Daniel (2), Mauricinho (2), Catarino e Datinha), há pouco, na decisão do Mundial 2017, na tarde deste domingo, dia 7, e comemorou o 100º título de sua história nas areias de Nassau (o 14º mundial considerando FIFA e o extinto Campeonato Mundial. A vitória selou uma campanha perfeita de 100% de aproveitamento (6v) e uma trajetória impecável de 35 jogos de invencibilidade (última derrota foi nas quartas de final da Copa do Mundo, em julho de 2015). Festa em verde e amarelo no Caribe.

– Tenho muito orgulho de fazer parte disso. Somos mais do que que um grupo de jogadores, de homens, somos uma equipe que deu a vida por esse título para honrar o nome do nosso país. Somos o Brasil, somos pentacampeões do mundo, estou muito feliz por podermos levar essa conquista de volta para o nosso país – vibrou o capitão Bruno Xavier.

Após a partida, a FIFA promoveu a cerimônia de entrega dos prêmios individuais. Ahmadzadeh (Irã) ficou com a ‘Bola de Ouro’ (Melhor Jogador), Mauricinhho foi o ‘Bola de Prata’ e Datinha ficou com a ‘Bola de Bronze’. Hosseini (Irã) recebeu a ‘Luva de Ouro’ (Melhor Goleiro). Gori (Itália) foi o ‘Chuteira de Ouro’ (Artilheiro / 17 gols), Rodrigo recebeu a ‘Chuteira de Prata’ (9 gols) e Ahmadzadeh ficou com a ‘Chuteira de Bronze’ (8 gols). O Brasil também recebeu o troféu ‘Fair Play’.

– É a coroação de um trabalho. É a consagração de um grupo que se preparou da melhor maneira, que se dedicou, se entregou e lutou com todas as forças para conquistar esse título que o Brasil sonhava há tanto tempo. É uma emoção sem tamanho, difícil descrever, difícil explicar, é algo que marca a vida de todos e que será lembrado para sempre – afirmou o defensor Catarino, que marcou oito gols no campeonato.

O jogo do título

Logo aos 14 segundos de jogo, Mauricinho arrancou e tocou entre as pernas do goleiro taitiano para abrir o placar: 1 a 0.  O Brasil com Datinha, cara a cara com Jo, após belo passe de Mauricinho: 2 a 0, aos 6’03″, resultado do primeiro período. Segundo tempo e Datinha retribuiu para Mauricinho que, com categoria, tocou para ampliar: 3 a 0, aos 5’40″, placar parcial. Veio o último tempo e Catarino, em bela jogada individual, chutou cruzado forte para marca mais um: 4 a 0, aos 5’46″. Daniel Zidane marcou de cabeça (7’48″) e, em seguida, fez mais um: 6 a 0, aos 9’03″. Goleada, vitória e o Brasil de volta ao lugar mais alto do pódio. Pela centésima vez.

Esta foi a sexta final da Seleção Brasileira em nove edições na história da Copa do Mundo FIFA (campeão invicto em 2017/2009/2008/2007/2006 e vice-campeão em 2011). Nas areias do Caribe, o Brasil marcou 38 gols (média de 6,4) e sofreu apenas 15 gols (média de 2,5). Até hoje, foram 330 gols marcados e 154 sofridos em 51 jogos (47 vitórias e apenas quatro derrotas).

Recordes

A campanha nas Bahamas foi de alegrias, de pentacampeonato invicto e também de recordes. A Seleção Brasileira é a primeira na história a passar da marca de 50 jogos oficiais e dos 300 gols em Copa do Mundo FiFA. Além disso, é a única seleção do mundo a disputar seis finais, tem no goleiro Mão o recordista de participações (oito ao lado de Madjer), de finais (seis), de jogos (46) e único cinco vezes campeão do mundo e, ao lado do Japão, os dois únicos países que nunca ficaram fora de uma edição do Mundial (nove participações).

Seleção chega na terça

A Seleção Brasileira desembarca no Rio de Janeiro às 8h05 desta terça-feira (9), no voo AA 905 (American Airlines), no Aeroporto Internacional Maestro Antônio Carlos Jobim (Galeão). Haverá atendimento à imprensa no local.

TABELA DA COPA DO MUNDO BAHAMAS 2017

Fase de Classificação
28/04 – BRASIL 4 x 1 Taiti
30/04 – Polônia 4 x 7 BRASIL
02/05 – BRASIL 9 x 3 Japão
04/05 – BRASIL 4 x 3 Portugal (quartas)
06/05 – BRASIL 8 x 4 Itália (semifinal)
07/05 – BRASIL 6 x 0 Taiti (final)

Com informações CBF